NotíciasPlantas

Plantas tóxicas para Pets

Por 1 de junho de 2013 setembro 26th, 2019 Sem comentários

Cachorros comem plantas por causa de disfunções digestivas, distúrbios comportamentais ou simplesmente por puro tédio. É normal, mas você precisa tomar cuidado para que ele não coma uma planta venenosa. Existem muitas plantas tóxicas que são capazes de matar. Tudo irá depender da espécie da planta e da relação de proporção, entre o peso do animal, tempo e quantidade ingerida.

Segundo a pesquisadora Mitsue Haraguchi, do Instituto Biológico de São Paulo, o consumo de plantas tóxicas se deve principalmente a três fatores: palatabilidade (sabor), fome e sede, o que leva os animais a perderem a capacidade de seleção do que comem. Geralmente, os filhotes de cães são maus suscetíveis a comerem em razão da curiosidade e hábitos da idade.

O site do Canil Garra listou as plantas perigosas para o seu peludo. Confira:

Caso você suspeite que o seu cão esteja intoxicado, preste atenção se há plantas arrancadas ou destruídas ou se houve dedetização do ambiente e aplicação de agrotóxico. Dependendo da planta ingerida, os sintomas podem ser agravados caso você induza o vômito, pois algumas plantas são irritantes e cáusticas para a mucosa oral e esôfago. Não dê leite, azeite ou qualquer outro tipo de alimento. Lave a boca do animal com água corrente, e leve o cão urgentemente no veterinário.

Comigo-ninguém-pode: a ingestão de qualquer parte dessa planta pode causar irritação na boca, edema nos lábios, língua e palato, queimação, salivação, esofagite, dificuldade de se alimentar, cólicas abdominais, náuseas e vômito.

Flor das Almas: náusea, vômitos, cólica abdominal, aumento do fígado e baço, hepatite aguda ou crônica. A exposição aos princípios ativos pode provocar uma cirrose hepática.

Espirradeira: dor e queimação na boca, salivação, náuseas, vômitos intensos, cólicas abdominais, diarreia e alterações cardíacas.

Mamona: náuseas, vômito, cólicas abdominais e diarreia. Em casos mais graves, podem ocorrer convulsões, coma e óbito.

Coroa de cristo: a seiva leitosa causa irritações na pele e na mucosa, inchaço nos lábios, boca e língua, ardor e coceira. O contato com os olhos provoca irritações e inchaço nas pálpebras. A ingestão pode causar náuseas, vômito e diarreia.

Copo-de-leite: inchaço nos lábios, boca e língua, náuseas, vômito, diarréia, salivação intensa, dificuldade de deglutição e asfixia. O contato com os olhos pode provocar irritação.

Bico-de-papagaio ou “Flor do Natal”: a seiva leitosa causa irritações na pele e na mucosas, inchaço dos lábios, boca e língua, ardor e coceira. O contato com os olhos provoca irritação, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e alteração temporária da visão. A ingestão pode causar náuseas, vômitos e diarreia.

Pinhão-roxo: náuseas, vômito, cólicas abdominais, dificuldade respiratória, arritmia e parada cardíaca.

Saia branca: boca e pele secas, taquicardia, dilatação das pupilas, agitação, alucinação e óbito.

Olho-de-Cabra: náuseas, vômitos intensos, cólicas abdominais e diarreia. Os distúrbios gastrointestinais podem levar a desidratações sérias seguidas por convulsões, choque e óbito.

Plantas que causam dermatite de contato

Sangue-de-boi, Coroa-de-Cristo, Bico-de-papagaio, Dedo-do-Diabo, Unha-de-gato, Cambará.

Plantas que podem causar morte súbita

Erva-de-rato, Vernônia, Cipó-prata, Ximbuva.

Outras plantas tóxicas

Aloe Vera (Babosa), Cheflera, Jarro dos Campos, Meimendro, Mezereão, Morrião, Oleandro, Orelha-de-elefante, Tremoço, Tulipa, Alamanda (Roxa), Samambaia, Azaleia, Chapéu de Napoleão.

Fonte: http://www.6patas.com.br/cuidado-com-plantas-venenosas/

Texto de  Erika Bismarchi